YOGA PARA O PARTO

Quando uma professora de yoga se torna parteira, nasce o Yoga para o Parto, uma prática de yoga sentida e desenvolvida durante a segunda gestação de Jessica Nunes, parteira desde 2007, praticante de yoga desde 1996 e professora de yoga desde 2000. Jessica atravessou sua segunda gestação praticando yoga com o objetivo de um parto domiciliar, que aconteceu em abril de 2008, circunstancialmente desassistido, e transformou sua experiência tão positiva, em algo que pudesse ser compartilhado de forma didática para ajudar outras yoginis a aproveitar realmente o que a prática de yoga tem oferecer para a construção do parto.

          O parto começa na gravidez, a qualidade da consciência sobre as experiências vividas na gravidez serão determinantes na qualidade da vivência sobre o parto.

          O Yoga para o Parto (YPP), consiste no direcionamento das técnicas milenares do yoga que são notórias ferramentas para o despertar da consciência, para que a mulher perceba em si este movimento de abertura que se inicia na gravidez, e como seu corpo e o bebê que se desenvolve dentro dela respondem a esse movimento em cada etapa da gestação. Todas as práticas são direcionadas para a construção do parto natural, mantendo a mulher com o foco na presença do bebê.

          Uma prática milenar como o yoga, e uma prática do começo do mundo como a parteria, são fontes infinitas de conhecimento que não cabem em uma única encarnação.

          Não só o parto, mas também o resguardo e todo o puerpério tem início na gravidez. São faces de uma mesma história. O resguardo é um eco do parto que reverbera intensamente na saúde da mulher em todos os níveis, físico, emocional e espiritual.

          Quando o parto é conscientemente construído durante a gravidez, as etapas seguintes, o resguardo (40 dias após o parto) e o puerpério, também estão sendo alicerçados. A mulher já conhece suas capacidades de resistência e não tem pudores em invocá-las durante a travessia. Ela se reconhece nessas faces, porque foi comunicada por si mesma que elas existem, durante a gravidez e o parto.

          O yoga, a gravidez e o parto são caminhos que conduzem a mulher à uma experiência de auto-estudo e expansão de consciência, sendo este última proporcional a qualidade do auto-estudo (swadhyaya).

          Como disse Ken Wilber sobre o yoga: “Quer no Oriente, quer no Ocidente, o Yoga é a técnica da junção ou união da alma individual com o espírito absoluto. É um meio de libertação. E é por isso, ígneo, quente, intenso, extático, Vai levar você muito além de você mesmo, alguns dizem que pode leva-lo ao infinito.” Sei que nenhuma mulher discordaria se trocássemos a palavra yoga pela palavra parto nesta frase.

          A prática de yoga conduz a mulher à um estado ativo sobre sua gravidez, fazendo de cada prática e de cada dia um tijolinho a mais na construção do parto que ela quer ter, fazendo o corpo lembrar de sua natureza divina, potente e generosa, que sabe parir desde sempre.

          Convido as gestantes que estiverem lendo este texto à prática de YPP com alguma das muitas professoras espalhadas pelo Brasil, certificadas pelo Almagestum. E aos praticantes de yoga que queiram ofertar prática para suas alunas grávidas à participar de nossas turmas de Formação.

 

Saiba onde praticar Yoga para o Parto.

 

 

PRÓXIMOS EVENTOS

Espaço ALMAGESTUM Pedra Bela
Km. 7, Rod. José Bueno de Miranda - Sítio Boas Novas - Pedra Bela / SP

(11) 98316 2654  /  98316 2647

  • Facebook Social Icon

Site desenvolvido por Nicolás Monasterio